Tutorial: como modificar o arquivo Hosts em um Mac

Tutorial: como modificar o arquivo Hosts em um Mac

leste tutorial destina-se a quem, por exemplo, é programador web e você precisa testar enquanto projeta e desenvolve um site Rede ou quem tem uma rede de computadores em casa e não tem (ou não usa) DNS para resolver conflitos com endereços IP e seus nomes de domínio.

Hoje com DNS não há mais problemas, pois este sistema resolve o conflitos existente entre nomes de domínio e endereços IP. Mas, mesmo assim, pode ser o caso de precisarmos informar ao Mac que um determinado IP responder a para um determinado nome de domínio, resolvendo assim qualquer possível conflito. Antes, quando não havia servidores DNS, um arquivo chamado hosts no computador, tornado o único DNS. Por outro lado, também podemos usar este arquivo para fazer com que o Mac não alcance sites de conteúdo prejudicial ou doloroso Para os usuários.

A operação é muito fácil. Quando digitamos um endereço da web, por exemplo no Safari, o Mac consultar um arquivo chamado hospedeiros, e se esse endereço IP não estiver indicado no arquivo, iremos para o site sem mais delongas. Mas se o IP do endereço da web inserido estiver no arquivo hospedeiros, o Mac atribuirá o nome de domínio especificado no arquivo hospedeiros (assim também reescrever seu domínio atribuído pelo DNS, se houver).

Com este tutorial simples, aprendemos como modificar o arquivo Hosts em um Mac

Não, não procure o arquivo hospedeiros com Spotlight ou com ‘procurar’em uma janela do Finder.

Na área de trabalho e com o Finder ativo, pressione SHIFT + CMD + G (ou vá para o menu ‘ir’ na barra de menus e clique em ‘Ir para a pasta’). Digite este texto em ‘Ir para a pasta’:

/ private / etc / hosts

Esta ação o levará ao Localização do arquivo Hosts. Você poderia ver seu conteúdo se clicar duas vezes nele, mas para vê-lo e também editá-lo, você deve abrir o aplicativo terminal. Portanto, abra-o (Applications / Utilities / Terminal.app) e digite este texto na linha de comando do terminal:

sudo nano / private / etc / hosts

Este comando (nano) irá abrir um editor a partir de texto dentro do aplicativo de terminal para agora poder acessar os hosts. Introduzir o senha administrador do Mac. Você receberá um aviso de que pode danificar o arquivo ou o sistema se não souber o que fazer com as instruções sudo.

terminal_hosts

Agora você pode ver o conteúdo do arquivo. As ingressos eles são feitos linha por linha. Cada linha é um endereço IP e um nome de domínio. As linhas precedidas do símbolo # são apenas comentários explicativos, mas são ignorados no momento de sua execução, pois são apenas textos informativos.

Você pode percorrer o arquivo e entrar no Morada IP e o domínio que você precisa resolver. Insira aqueles que são necessários. No exemplo, o IP 192.168.1.132 é adicionado com um nome de domínio example.com.

mac_nano_hosts

Assim que os endereços IP e seus domínios forem inseridos, você deve Salve  o arquivo modificado, para isso use o atalho de teclado indicado CONTROL + O (É a letra O e não o número zero 0).

Agora, temos que vazio a memória cache para o que modificamos para entrar em vigor, então feche o editor ‘irmão mais velho‘ do terminal usando o atalho CONTROL + X (Saída). Agora, entre na linha de comando do terminal a seguinte instrução:

dscacheutil -flushchache

ou se o seu computador for OS X 10.4 ou anterior:

lookupd -flushcache

Ok, volte ou abra o navegador (Se já estiver aberto, pressione CMD + R (Safari) para ‘recarregar’ ou feche-o e reabra). E pronto.

Você pode fazer um site inacessível para o navegador (para conteúdo impróprio ou prejudicial ou semelhante) entrando como IP 127.0.0.1 e o domínio do site prejudicial.

Se você quiser mais em formação, visite a documentação da Apple aqui.