Canárias despedem-se dos trâmites alfandegários de até 150 euros

Canárias despedem-se dos trâmites alfandegários de até 150 euros

Hoje trazemos uma notícia muito boa para as Canárias, pois ontem a Ministra das Finanças do Governo das Canárias, Rosa Dávila, anunciou no Parlamento regional que as compras feitas através da Internet, e que não ultrapassam uma despesa de 150 euros, eles não terão a obrigação de apresentar o Documento Administrativo Único (DUA). Isso significa que eles são a única comunidade do país que ao comprar qualquer coisa online acaba pagando mais pela alfândega do que pelo próprio item, o pior de tudo é que você nunca sabe quanto terá que pagar a mais.

A título de exemplo, compramos na Amazon um periférico para PC que não se vende nas Canárias, que custa 27 euros, na passagem pela alfândega teremos de pagar uma sobretaxa de cerca de 50 por cento do valor (12,84 euros), se adicionamos o preço e os impostos (7%), para um mouse que pagamos inicialmente 27 euros vai acabar nos custando cerca 42 euros e sem mencionar o custo do frete. Surreal quando esse mesmo artigo custa quase metade na península, embora tenha um imposto de 21% e uma taxa de envio fixa de 19,95 euros por ano.

Correio canário da alfândega CotrolAgora qualquer compra feita a menos de 150 euros será isento de DUA, o que significa que devemos recebê-lo em casa não há necessidade de procurar um despachante aduaneiro, faça um auto-envio online no site da Agência Tributária, e menos ainda pagar para pagar por isso.

Hoje, o Conselheiro vai assinar a alteração do Decreto 268/2011 sobre o Regulamento 268/2011 para a Gestão dos Impostos REF, que permitirá aumentar o mínimo isento da apresentação do DUA do 22 euros atual até 150 euros.

Esta atualização será publicada esta semana no Diário Oficial das Ilhas Canárias para que possa começar a ser aplicada o mais rapidamente possível, cumprindo assim um compromisso do Presidente Fernando Clavijo“, Ele disse.

Com esta mudança busca-se incentivar as vendas online, uma vez que o arquipélago das Canárias tem a menor taxa do país quando se trata de compras online, e um dos motivos é este, tudo o que é comprado em portais como Amazon, Pccomponentes, etc., tem um custo extra alto e desconhecido ao ser retido pela alfândega. Embora 150 euros ainda seja uma quantia pequena, é muito melhor do que os 22 euros estabelecido como agora, pode sempre dividir uma compra em duas de forma a não ultrapassar aqueles 150 euros.