Ações da Apple despencam, investidor bilionário abandona navio

A Agência Italiana de Impostos empatou a Apple, ela terá que pagar seus impostos

Apple e a agência tributária italiana conseguiram chegar a um acordo de liquidação após uma investigação de fraude fiscal. Entre 2008 e 2013, o Ministério Público italiano acredita que a Apple deveria ter pago em torno 880 milhões de euros para imposto sobre as sociedades através de sua subsidiária italiana ‘Apple Italia’, mas a empresa só havia pago 30 milhões de euros graças à sua rede de paraísos fiscais.

A investigação revelou que a Apple vinha registrando suas vendas na Itália através da Irlanda, onde sua sede europeia está localizada curiosamente, país onde as taxas de impostos eles são muito mais baixos em comparação com o resto dos países que compõem a Europa e isso se tornou uma brecha polêmica no regime tributário da Apple. Conforme relatado pelo jornal italiano La Repubblica, A Apple concordou em pagar 318 milhões de euros à Agência Italiana de Impostos para resolver o caso, embora o valor a ser pago não tenha sido confirmado nem pela Apple nem pelo governo italiano.

Dinheiro da Apple

Se puxarmos a biblioteca do jornal, A evasão fiscal da Apple é o pão com manteiga, pois no início de outubro sabíamos que nos Estados Unidos um relatório do grupo Citizens for Tax Justice diz que A Apple teria que pagar US $ 59,2 bilhões em impostos se você manteve o dinheiro no país, mas está pagando no momento 2,3 por cento do referido montante alegando que seus lucros vêm de paraísos fiscais como a Irlanda.

Sem ir muito longe, A Apple fatura a grande maioria de suas vendas na Espanha da Irlanda, o que foi traduzido é que ele pagou 1% de impostos para suporte de vendas e serviços de marketing enquanto as vendas reais são faturadas para a Irlanda com um custo em torno 2.000 milhões de euros.

Apple - paraísos fiscais

via: KitGuru