37 anos se passaram sem o "Número 1" na televisão ...

37 anos se passaram sem o “Número 1” na televisão …

16 de março de 2015

Esta segunda-feira, 16 de março, marca o 37º aniversário da trágica e repentina morte de Renny Ottolina, o lembrado “Número 1” da televisão venezuelana. Jornalista, apresentadora, locutora, publicitária, política e até piloto de corridas, Ottolina caracterizou-se por ser versátil, dinâmica e, acima de tudo, patriota.

Nascido em Valencia, estado de Carabobo, em 11 de dezembro de 1928, foi antes de tudo um venezuelano que se dedicou a amar e conhecer o país.

Em 16 de março de 1978, enquanto viajava para um encontro de negócios a ser realizado na Ilha Margarita, o avião Cessna 310, onde viajava com seu gerente de campanha, caiu nas proximidades do Pico Naiguatá.

Aos 17 anos, Renny começou como locutor na Rádio Caracas Rádio e pouco depois trabalhou na Rádio Continente e na Radiodifusora Venezuela. Ottolina aventurou-se no pequeno ecrã em 1954, onde demonstrou o seu grande domínio das artes audiovisuais, sendo os programas mais reconhecidos “El Show de Renny” e “Renny Presenta”.

Através dos seus programas, o apresentador deu a conhecer artistas nacionais como Mirla Castellanos e José Luis Rodríguez, e de envergadura internacional como Tom Jones e Miriam Makeba.

via 37 anos se passaram sem o “Número 1” da televisão venezuelana | Jornal El Carabobeño.

[+] Videos de nuestro canal de YouTube